A Maçonaria Aberta aos Homens de Bem
SABEDORIA, PROSPERIDADE E UNIÃO







05 de Junho - O FUMO - BREVIÁRIO MAÇÔNICO

Nome dado ao tabaco; substância reconhecida cientificamente como prejudicial à saúde, sendo uma droga que causa dependência física e psíquica, erige-se em um vício; sem maiores considerações face ao óbvio, o fumo nas várias manifestações: cigarro, cachimbo, rapé e mascamento, bem como charuto, constituem uma prática que a maçonaria desaprova.


Quando o venerável mestre pergunta ao primeiro vigilante a respeito do que entende por vício, a resposta bastaria para que o usuário tabagista deixasse de fumar. Temos dentro das lojas maçônicas uma anomalia que é a tolerância para com esse vício, um dos mais combatidos pela ciência. A luta contra o tabagismo nas lojas passa a ser constrangedora, pois temos veneráveis mestres que fumam abertamente, tanto em público como na sala dos passos perdidos.


O maçom deve zelar pela própria saúde e a dos circunstantes, pois, nesta altura, em pleno final do século XX, os governos "protegem" o tabagismo porque a indústria do fumo lhes proporciona impostos que são elevados; o combate oficial ao fumo não passa de uma ação cínica e de todo reprovável.
O maçom que fuma atenta contra a saúde própria, a de seus familiares e a de seus irmãos.
Esse vício deve ser combatido sem tréguas, uma vez que se trata de um tóxico.


QUERO ME APROFUNDAR NOS SEGREDOS MAÇÔNICOS




Veja outros posts
Compartilhe esta página |