A Maçonaria Aberta aos Homens de Bem
SABEDORIA, PROSPERIDADE E UNIÃO







O GALO NA SIMBOLOGIA MAÇÔNICA

Trata-se da ave que simboliza a vigilância e o despertar para um novo dia; o aviso canoro de um próximo renascimento; a figura de um galo é colocada na câmara das reflexões.
Os cristãos têm o galo como advertência de que o cristão não deve cair em tentação para trair o mestre Jesus, lembrando que por ocasião da prisão de Jesus, após o apóstolo Pedro negar ser um dos seus seguidores, um galo cantou três vezes.
Constitui a trilogia sonora de alerta. Três são as oportunidades que o maçom tem para não se deixar vencer pelo medo, pois Pedro negou a Jesus pelo temor de ser preso.
Em Jerusalém há um lugar de visitação, denominado de "Galicanto", local onde teria acontecido o fato referido nos evangelhos.
Com a finalidade de "apagar" o episódio do qual Pedro se arrependera, o cristianismo fez do galo e do seu canto o símbolo da geração de "esperanciador da Ressurreição" , o triunfo de um novo alvorecer com a morte da noite e o retorno do "astro rei", como vitorioso sobre as trevas.
O galo, como símbolo, é visto também ao lado de uma ampulheta, porém são símbolos "menores" em que o maçom pouco tem para estudar, afora o aspecto de manter-se sempre in vigilante, para escapar das tentações.
Como símbolo, o galo é colocado na rosa-dos-ventos, encimando as torres das igrejas.

QUERO ME APROFUNDAR NOS SEGREDOS MAÇÔNICOS

 



Veja outros posts
Compartilhe esta página |